Motivado por 'invasão' de brasileiros, Milan decide faturar no país

 

22/01/2010

Bruno Império - http://esporte.uol.com.br

Enquanto os clubes nacionais começam a despertar para os lucros advindos do marketing esportivo, outros times do mundo já começam a desenvolver projetos para faturar no mercado brasileiro. E impulsionado pelos índices de audiência vindos do Brasil em seu site oficial, o Milan prepara uma nova versão em português do portal. Com ele, além de difundir a imagem da equipe de Ronaldinho Gaúcho e do técnico Leonardo no país, o Milan também pensa em faturar.

De acordo com estudo publicado pela TNS Sports, empresa especializada em pesquisas esportivas, o Milan é o time estrangeiro com maior número de torcedores no país. Os dados apontam que 16% dos brasileiros que torcem por uma equipe internacional preferem o Milan. O Barcelona vem em seguida com 12,4%. O terceiro clube na preferência dos torcedores é o Manchester United, com 7,8%.

“Isso significa um grande potencial de mercado e estamos tentando explorar isso com novas ações de mercado. Já fizemos uma colônia de férias, o parque de diversões Milan Park, um programa de viagem para os torcedores conhecerem Milão. E agora estamos desenvolvendo o novo site. Queremos criar uma espécie de guarda-chuva que cubra todo o mercado que o Milan tem o poder de atingir no Brasil”, afirmou Giuliano Giorgetti, um dos gerentes de marketing do Milan, em entrevista ao UOL Esporte.

É para o novo portal que o Milan pretende atrair os anunciantes brasileiros. O primeiro parceiro da versão brasileira do site é a Audi, que hospedará um jogo virtual na página do clube. “Isso é algo incrível para nós. E mostra que não haverá um confronto de mercado entre o Milan e outros clubes brasileiros. A Audi, por exemplo, não tem interesse em atingir o público que vai aos estádios, mas tem seus conceitos diretamente ligados a um clube como o Milan”, completou.

A decisão do clube em mirar o mercado nacional é amparada também nos índices de audiência do site oficial do clube. A reportagem do UOL Esporte teve acesso às medições de cliques do portal e pode observar: As notícias envolvendo jogadores brasileiros fazem os índices  disparar.

Nos últimos dois anos, os recordes de audiência do site foram registrados na contratação de Ronaldinho Gaúcho (julho de 2008 - 216 mil visitantes únicos), no dia em que Kaká decidiu não trocar o Milan pelo Manchester City (janeiro de 2009 – 112 mil visitantes únicos) e na efetivação de Leonardo como treinador (junho de 2009 – 91 mil visitantes únicos).

Os estudos do departamento de marketing do clube apontam ainda que o Brasil responde por 20% dos quase 1,4 milhão de acessos diários do site. Fica atrás apenas do público italiano, que representa 60% do total de visitantes.

“É difícil mensurar o quanto ganharemos em termos de audiência com o site em português. Assim como também é difícil dizer o quanto vamos faturar com novas parcerias no Brasil. Isso porque nosso ganho principal continua sendo em termos de imagem. Tanto junto aos torcedores que temos no Brasil, como em relação aos próprios jogadores brasileiros”, finalizou Giorgetti.