Corinthians lançará mais quatro filmes sobre o clube

Mauricio Duarte

17/06/2009

terra.com.br

O Corinthians pretende embarcar de vez no filão dos filmes sobre futebol. Depois de Fiel - O Filme e de 23 anos em 7 segundos- O fim do jejum Corinthiano (a ser lançado dia 26), a parceria entre o clube e os estúdios Fox irá render pelo menos mais quatro produções. Os filmes irão abordar o tetracampeonato brasileiro (1990, 98, 99 e 2005), os principais atletas da história do clube, o título mundial e o centenário.

O centenário, inclusive, não será abordado apenas nas telonas. Uma série de televisão já está sendo produzida para comemorar a ocasião e deve ser veiculada pela própria Fox antes da estreia do longa-metragem com o mesmo tema. A série será composta pelo material que não couber no filme. Para Luís Paulo Rosenberg, vice-presidente de marketing do Corinthians, sua obrigação é buscar renda e os filmes são um ótimo veículo para alcançar esse objetivo. "É um meio que queremos explorar. A ideia é que saia um filme atrás do outro", disse. "O Corinthians é o 1° clube em que a Fox está fazendo diretamente um investimento para um filme", contou o presidente da empresa no Brasil, Dilson Santos, que fez questão de deixar claro que torce pelo Corinthians. "O clube vai ter o retorno financeiro necessário para continuar crescendo", completou.

A expectativa da diretoria corintiana e da Fox é arrecadar mais com a venda do DVD, e não tanto com as bilheterias do cinema, já que o filme será exibido em um circuito restrito de salas. A previsão é de que sejam vendidos mais de 100 mil unidades. A julgar pelo sucesso de seu antecessor, Fiel - o Filme, produzido pela G7 cinema, a nova empreitada deve dar certo. Fiel arrebanhou cerca de 60 mil expectadores no cinema e vendeu 35 mil DVDs desde que chegou às lojas, no dia 23 de maio deste ano. Outras frentes Não para, não para, não para: esse é o grito que a torcida do Corinthians canta nas arquibancadas. Pelo visto, o recado foi assimilado também fora dos gramados, pelo marketing corintiano, que não para de correr atrás de parcerias.

Rosenberg anunciou hoje que o Corinthians fechou uma parceria com uma empresa (não divulgada) para produzir bonecos dos principais jogadores da história do clube. "Nossa torcida tem uma demanda muito forte por esse apelo emocional. Era um projeto antigo nosso", justificou. Além disso, o clube vai voltar com camisa roxa assim que a situação da "diagramação" dos patrocínios na camisa for definitiva. Como a atual camisa ainda deve sofrer alterações, a Nike, empresa de material esportivo do clube, está confeccionando apenas as tradicionais brancas e pretas. A previsão é de que ela seja lançada em setembro. O time feminino e o de futsal continuam jogando com o uniforme roxo. Para os críticos, que lamentam o alto preço dos ingressos e o programa Fiel Torcedor (carro-chefe do marketing corintiano) e a poluição dos patrocínios na camisa, Rosenberg foi incisivo. "Ou vocês querem títulos ou querem ingresso barato. Ou querem só o símbolo na camisa ou querem o Ronaldo", declarou.