Pechincha histórica com o Real Madrid leva Ronaldo para o Milan

Craque foi comprado pelo clube merengue por € 42 milhões em 2002 e agora é negociado por € 6 milhões

25.01.2007

Cidadebiz.com.br

Redação

O Milan chegou a um acordo e poderá contar com o jogador Ronaldo. A transferência só depende agora dos exames médicos que o Fenômeno fará ainda esta semana.

O que por si já é uma notícia de manchete no jornalismo esportivo ganha contornos ainda mais interessantes quando se vê o valor envolvido no negócio: o equivalente a R$ 16,6 milhões. Notícia da Agência Estado.

Ou seja, o Milan desembolsará € 6 milhões para ter no elenco um jogador considerado o melhor do mundo por três vezes. Uma pechincha que tem o sabor de um tremendo prejuízo para o Real Madrid, que pagou € 45 milhões em 2002, por um contrato que valeria até 2008. E mais: a multa oficial prevista no contrato era equivalente a R$ 450 milhões.

Segundo levantamento da revista France Football, Ronaldo receberia cerca de R$ 60 milhões por ano jogando na Espanha, sendo R$ 11 milhões só do Real.

Aparentemente, o Fenômeno chegou a um ponto da carreira em que pode escolher o clube em que deseja jogar, mesmo se isso implicar perda de dinheiro. Ele quer mesmo ir para a Itália, pois sabe que provavelmente será titular do novo clube no Campeonato Italiano, um dos torneios nacionais de maior visibilidade no mundo.

Embora esteja em má forma e já tenha deixado há tempos o auge da carreira, Ronaldo está deixando para trás ofertas mais polpudas, como do New York Red Bull, que propôs R$ milhões por cinco anos de contrato (R$ 55 milhões de reais por ano).

Beckham

Enquanto o Milan acredita ter feito um bom negócio espera ter lucro com o negócio, um dos bons amigos de Ronaldo no Real, David Beckham, é saudado com todas as glórias pelos dirigentes do Los Angeles Bulls, que está levando o jogador para os EUA mediante um contrato de cinco anos, no valor total de US$ 250 milhões.

O empresário Timothy J. Leiweke, dono da empresa que controla o LA Galaxy, diz que a chegada do craque “representará um impacto no futebol dos EUA maior do que o já produzido por outro atleta em qualquer esporte na história”.

Além do impacto esportivo num país incipiente no futebol, Beckham certamente valerá cada centavo americano investido. Uma das personalidades mais fortes em marketing, o craque atrairá as luzes da imprensa esportiva americana e européia para o clube - e por extensão ao soccer.

E sua contratação já vem acompanhada de badalações variadas, que incluem até a transferência das estátuas de cera dele e de sua mulher Victoria para Nova York, vindas do Museu Madame Tussaud de Londres.

Mas há quem questione se o LA Galaxy tenha feito mesmo um bom negócio. A Wharton School, uma das principais escolas de economia do mundo, por exemplo, acredita que não se deve depositar em uma só pessoa todos objetivos de uma empreitada de marketing, sobretudo quando se trata de um projeto amplo e de massas.