Bombril pode estender patrocínio esportivo além do Pan

Revista PubliciAd - 14/09/2006

Apesar de ter criado o programa “Mulheres que Fazem o Brasil Brilhar” para ajudar o esporte feminino brasileiro a dobrar em 2007 o número de 40 medalhas conquistadas no Pan-Americano de Santo Domingo, a Bombril não descarta a manutenção do patrocínio às atletas após os jogos do Rio de Janeiro. Em um ano e meio de atuação, o projeto já soma mais de 200 conquistas.

“É muito importante associar a marca a algo tão bonito como o esporte e nós não queremos perder isso. Os resultados que nossas atletas têm conseguido desde o início do programa são excelentes. Somos uma empresa que tem estrela”, afirmou Walter Marques, diretor de marketing da Bombril.

Vencedor do Prêmio Marketing Best de 2005, o “Mulheres que Fazem o Brasil Brilhar” conta com investimentos de R$ 12 milhões num período de 30 meses e vem colhendo resultados significativos em todos os campos. Apenas em exposição espontânea de mídia das marcas Pinho Bril, Limpol, Mon Bijou e Sapólio Radium, o retorno já supera a casa dos R$ 80 milhões – acima de R$ 55 milhões na impressa e R$ 25 milhões em televisão.

“A iniciativa privada precisa descobrir o esporte como alternativa de marketing. Mais que um dever social, os números mostram que o setor é lucrativo”, justificou Marques.

Durante a semana, a Bombril utilizou boa parte das atletas que patrocina em seu estande na primeira edição da feira Varejo Total, realizada no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. Na quarta-feira, com a seleção brasileira permanente de ginástica olímpica, estrelada por Daiane dos Santos, Laís Souza, Daniele Hypólito, Camila Comin e promessas como Jade Fernandes e Ana Cláudia Silva, a tradicional empresa do ramo de produtos de limpeza foi o centro das atenções do evento.

“Foi uma maneira que encontramos de cativar nossos clientes e parceiros. Os empresários que vêm aqui e gostam de esporte sabem quem são e acompanham a carreira dessas atletas, mas têm poucas chances de conversar e conhecer cada uma delas”, explicou Marques.

Nesta quinta-feira, último dia da feira, o estande da Bombril contou com a presença de Aline Silva, primeira brasileira a conquistar medalha em um mundial de luta olímpica, Juliana Cabral, capitã da seleção brasileira de futebol vice-campeã nas Olimpíadas de Atenas, e a velocista Ádria Santos, maior medalhista nacional em paraolimpíadas.