Publicidade ligada à Copa na TV portuguesa foi 4% do total

05/07/2006 - fonte: www.agencialusa.com.br

As marcas patrocinadoras ou associadas à Copa do Mundo e à seleção portuguesa investiram 50 milhões de euros (R$ 138,5 milhões) em publicidade de televisão de janeiro a junho, o que representa 4% do total, divulgou hoje a empresa de planejamento e compra de espaço publicitário Initiative.

Segundo a análise, o investimento publicitário ligado à participação portuguesa no Mundial se intensificou a partir de maio, sendo que, só em junho, atingiu 7 milhões de euros (14% do total da publicidade de TV com a Copa).

A marca que mais investiu foi o McDonald's, responsável por 13% (6,5 milhões euros) no primeiro semestre. A aposta da marca de fast-food foi seguida pela operadora de celulares portuguesas TMN e a petrolífera Galp Energia, cada uma com 9% (4,5 milhões de euros), e pela norte-americana Coca-Cola, com 7% (3,5 milhões de euros). Os outros grandes anunciantes na Copa foram a rede de distribuição Continente, a Gillete, Banco Espírito Santo, Cartão T, Mastercard e PT Comunicações (da Portugal Telecom).

O relatório da Initiative informa que este grupo de dez marcas concentrou dois terços (66%) do investimento analisado (33 milhões de euros), destacando que seis delas são portuguesas.

Segundo um estudo da empresa de marketing esportivo Global Sponsors divulgado em maio, antes do início da Copa a seleção portuguesa era a quarta mais atrativa para os anunciantes, entre as 32 que garantiram presença na Copa da Alemanha. O ranking era liderado pela seleção brasileira, eliminada pela França nas quartas-de-final.

Como "marcas madrinhas" da seleção lusa estão a Galp, a TMN e a cerveja Sagres. Na categoria de patrocinadores oficiais, a equipe conta com o Banco Espírito Santo, Nike, Coca-Cola, Samsung, McDonald's, Visa, TAP, Avis e Fátima Lopes.