COI absolve candidatura de Nova York de suposta irregularidade

 

COI absolve candidatura de Nova York de suposta irregularidade

22/04/2005

Das agências internacionais
Em Londres (Inglaterra)

A comissão de ética do Comitê Olímpico Internacional (COI) absolveu nesta sexta-feira a candidatura de Nova York a sede dos Jogos Olímpicos de 2012 das suspeitas de corrupção por oferecer benefícios financeiros às federações esportivas. Londres, porém, ainda está sob investigação da entidade.

As duas cidades chamaram a atenção do COI nesta semana ao oferecerem incentivos às federações esportivas reunidas em Berlim, na Alemanha, em assembléia geral. A entidade máxima do esporte olímpico suspeitava que elas haviam violado as regras da eleição para sede dos Jogos de 2012.

"A comissão de ética investigou algumas declarações feitas por seu comitê de campanha durante apresentação para a assembléia geral da ASOIF em Berlim para esclarecer quaisquer possíveis não conformidades com as regras de conduta", disse o COI em comunicado oficial aos dirigentes norte-americanos.

"Notamos que seus representantes conseguiram provar que a criação de um conselho de marketing para os esportes olímpicos era parte integrante de seu caderno de encargos e que esse tema foi debatido durante visita da comissão de avaliação à cidade. Por isso, o COI considera a investigação encerrada", concluiu a carta.

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, havia oferecido às federações apoio para entrarem no lucrativo mercado esportivo dos EUA, além de espaços de escritório grátis, com computadores, telefones e funcionários.

Já a candidatura londrina acenou com subsídios em dinheiro no valor de quase US$ 10 millhões, prometendo crédito de US$ 50 mil a cada comitê olímpico internacional para ajudar nos custos de preparação na Inglaterra.

Os britânicos ofereceram também passagens aéreas para membros de delegações, além de descontos em restaurantes, lojas, teatros e hospedagem gratuita para diretores técnicos que precisem ficar em Londres por longos períodos trabalhando nos preparativos dos Jogos.

Paris, Madri e Moscou não anunciaram nenhuma proposta nova para as federações. Nova York e Londres negaram as irregularidades em suas iniciativas, alegando que elas já constavam das propostas iniciais das candidaturas.

Apesar de nenhuma delas ter contestado as práticas das rivais, a comissão de ética do COI chamou todas as cinco candidatas para esclarecer alguns assuntos. O COI ainda não fez comentários sobre a investigação sobre Londres. A eleição que definirá a sede das Olimpíadas de 2012 está marcada para o dia 6 de julho, em Cingapura.