Kia vai à Europa em busca de patrocínios

 

Sábado, 26 de março de 2005, Lancepress!


Kia vai à Europa em busca de patrocínios

O iraniano Kia Joorabchian está na Europa para, entre outras coisas, buscar um patrocinador para o Corinthians.

Desde o começo do ano, o clube joga sem patrocinadores na camisa, já que os contratos com Siemens (nas mangas) e Pepsi (no centro) não foram renovados.

O presidente do MSI diz que já recusou uma proposta de US$ 6 milhões por ano e não tem pressa para escolher o novo patrocinador. Ele acha que o valor pode aumentar.

"Acho que o valor do Corinthians tem aumentado. Soube que saiu um artigo do clube no jornal 'New York Times'. O time apareceu ao vivo em vários países europeus, além de na Argentina, em Israel. E temos muita cobertura na ESPN, no canal Fox... A exposição do Corinthians está sendo mundial", diz o iraniano.

Pelos contratos com Pepsi e Siemens, o clube recebia aproximadamente R$ 12 milhões por ano.

Kia Joorabchian quer muito mais para colocar a marca de uma empresa na camisa do galáctico Corinthians.

O presidente do MSI até aceita conversar por valores não muito distantes dos contratos antigos, desde que a empresa tenha um projeto de marketing que ajude na valorização do Corinthians.

"Patrocinador é importante se aporta alguma coisa. O dinheiro nos ajuda a pagar as nossas contas, mas não nos ajuda a crescer. Precisamos é ter um patrocinador adequado, que nos ajude a crescer, ou então ter um patrocinador que nos dê muito dinheiro e com ele a gente cresça", analisa o todo-poderoso do Corinthians.

Revista, site e canal de TV

Um jornal gratuito para ser distribuído nos dias dos jogos, uma revista mensal, um site oficial (o antigo está fora do ar desde a assinatura da parceria) e a menina dos olhos do projeto de mídia do MSI: o canal Corinthians. Esses projetos só estão no papel, mas segundo Kia Joorabchian, vão virar realidade.

O canal Corinthians está planejado para ter o conteúdo distribuído pelas operadoras de TV fechada.

A idéia não é retransmitir os jogos (o clube assinou o contrato de cessão dos direitos do Campeonato Brasileiro até 2008), mas disponibilizar conteúdo exclusivo de imagens de treinos, vestiários, além de programas destinados à fidelização do torcedor.

Nesta linha, já está quase formatada a nova promoção de sócio-torcedor do Corinthians. Um dos modelos foi encaminhado gratuitamente pela ONG "Corinthians para Corintianos", que também trabalha no projeto do estádio corintiano.

Carla Dualib

O iraniano Kia Joorabchian, presidente do MSI, fundo que administra o futebol do Corinthians, já suspendeu o contrato que o clube tinha com a SMA, empresa de Carla Dualib, neta do presidente corintiano. O presidente do MSI tem outros planos para a área.

"O MSI não tem um departamento de marketing, o Corinthians também não. Vamos procurar grandes companhias, as três ou quatro maiores do país, que poderão nos dar apoio nessa área", afirmou Kia Joorabchian.

Foi a empresa de Carla Dualib quem trouxe ao Corinthians os patrocínios da Pepsi, Siemens e da Nike (esta é ainda o fornecedor de material esportivo). No acordo entre as partes, o clube só tinha o direito de negociar com patrocinadores por meio da SMA.