Excursão do Real na Ásia visa conquistar fãs, diz dirigente

Quinta-Feira, 24 de Julho, 12:38 PM Por Kevin Fylan

MADRI (Reuters) - A excursão do Real Madrid na Ásia é para reunir os torcedores da equipe na região, e não para enriquecer os cofres do clube, afirmou na quinta-feira Jorge Valdano, diretor de esportes da equipe.

"Não estamos indo por razões econômicas", disse Valdano aos repórteres poucas horas antes de a equipe embarcar para a China para uma pré-temporada de 17 dias.

"Estamos indo porque, como clube, temos a obrigação de ser universal, e queremos dar aos fãs que não estão aqui durante a temporada a chance de nos ver."

"É uma chance de aumentar a visibilidade do Real Madrid na Ásia."

A viagem foi modificada depois que o jogo de 10 de agosto em Kuala Lumpur foi cancelado no início da semana. Em seu lugar, foi marcado um jogo em Bangcoc na mesma data.

O Real disputará jogos em Pequim, Tóquio e Hong Kong, rendendo ao clube oito milhões de euros (nove milhões de dólares).

Recentemente o Real fechou uma parceria com uma equipe de marketing esportivo chamada Asia Sports Development para gerenciar a marca do clube na Ásia e na Oceania.

O acordo renderá ao clube o mínimo de 22 milhões de euros (25,26 milhões de dólares) em três anos, com a meta de 40 milhões de euros (45,93 milhões de dólares). O Real normalmente realiza a pré-temporada em campos mais perto de casa, mas Valdano não acha que a grande distância possa atrapalhar o desempenho da equipe na próxima temporada.

"Nossa equipe médica afirmou que o único problema será o desconforto de uma viagem longa", disse Valdano.

"Nós queremos nos aproximar de nossos torcedores asiáticos, mas as pessoas precisam respeitar nossos momentos de trabalho."