Traffic distribui futebol para o mundo

Sábado, 21 de junho de 2003 - CAROL KNOPLOCH - O Estado de São Paulo

Empresa brasileira leva imagens da Libertadores para 85 países, com locução em inglês

Boleiros de 85 países assistirão a decisão da Taça Libertadores da América, na próxima quarta-feira e no dia 2, graças às imagens geradas pelas brasileiras Traffic e TV 7, ambas do empresário J.Háwilla. Santos e Boca Juniors disputarão a final - é o mesmo confronto de 1963, quando o Santos, de Pelé conquistou pela última vez o título continental.

A Traffic recebe as imagens dos jogos da Libertadores de outra empresa de marketing esportivo, a argentina TyC (Torneos y Competencias), que por sua vez comprou os direitos da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) - a Fifa controla só os campeonatos mundiais. Os direitos de transmissão desses torneios, até a Copa de 2006, são da alemã Infront Sports & Media, que não negociou diretamente com a Fifa e sim com a massa falida da Kirch.

A Traffic repassa as imagens da Libertadores para 85 países da Europa, Ásia e Oceania: da Finlândia à Austrália. Nas Américas, exceto no Brasil, onde a Rede Globo detém os direitos de transmissão, a exclusividade é da Fox Sports. A Globo fechou parceria diretamente com a TyC e não com a Traffic.

Além da íntegra dos jogos ao vivo da Libertadores, a Traffic, que há 23 anos vivia apenas de negociar a venda de publicidade em pontos de ônibus, hoje distribui a narração guia em inglês e os melhores momentos, já editados, em uma segunda etapa. O jornalista e radialista inglês Charles Mills - editor do Esporte Total da Bandeirantes - é quem narra o que rola no campo. Sua voz, no entanto, não é utilizada nas transmissões pelo mundo afora. Apenas orienta os profissionais de cada país que mostra a Libertadores. Este ano, na Traffic, Mills, neto do fundador do Atlético de Bilbao, um dos principais clubes da Espanha, já narrou 32 jogos ao vivo, incluindo a semifinal entre Santos e Independiente, quarta-feira à noite.

A Traffic também é dona de vários outros campeonatos de futebol, entre eles:

Copa América, Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, Torneio Pré-Olímpico, Campeonato Sul-Americano Sub-20 e o Sub-17. É responsável também por distribuir o Campeonato Espanhol para os canais abertos no Brasil - mostrado pela Band. O direito de transmissão nas Américas é da ESPN. De quebra, a Traffic também é responsável pelas carreiras de Ronaldo Fenômeno e do são-paulino Kaká.