Município e Estado criam comitê por Jogos-2012

Objetivo é dar mais força à candidatura olímpica de São Paulo

EDUARDO OHATA
DA REPORTAGEM LOCAL

A secretária municipal de Esporte, Nádia Campeão, e o secretário estadual de Juventude, Esporte e Lazer, Lars Grael,
participam de encontro que cria hoje o comitê da candidatura paulistana aos Jogos Olímpicos de 2012.
Além da criação do comitê, estará em pauta durante o encontro, classificado pela secretaria municipal como
"predominantemente técnico", obras e atividades que poderão ser realizados em conjunto pelo Estado e pela prefeitura. É a
primeira vez que o município postula recepcionar uma edição dos Jogos Olímpicos.
A Folha apurou que na semana retrasada a prefeita Marta Suplicy (PT) ligou para o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e
discutiu a criação do comitê organizador conjunto. Logo que a candidatura foi apresentada, no final do ano passado, Alckmin
mostrou entusiasmo e pôs seu secretário de Esporte à disposição da prefeitura. Afirmou: "Vamos chegar lá".
Da parte da prefeitura estarão presentes à reunião de hoje a secretária Campeão e José Roberto Gnecco, gerente de captação
de eventos da secretaria municipal.
A secretária pretende, além de apresentar as idéias que vinham sendo trabalhadas até o momento, discutir com Grael o
fomento de projetos em conjunto, as áreas do Estado que poderão ser incluídas no projeto olímpico e a reforma do parque
Ibirapuera [que é coordenada pelo Estado].
Esta reunião e as subsequentes ainda terão como objetivo selecionar os membros do comitê de candidatura e mapear os
equipamentos que poderão ser usados em uma edição dos Jogos.
"Vamos ver o que tem de ser construído e o que pode ser modernizado e reaproveitado. Vamos ver o que é preciso para fazer o
Ibirapuera se adaptar aos parâmetros internacionais", diz Grael.
Também ontem, a assessoria de imprensa da secretaria municipal negou a informação, divulgada pelo Ministério dos Esportes,
que Campeão teria apresentado ao ministro e colega de partido, Agnelo Queiroz (PC do B), o projeto olímpico de São Paulo.
Segundo ela, não haveria como apresentar um projeto completo ainda, pois o esboço, diariamente, sofre alguma espécie de
modificação.
Além de São Paulo, o Rio também protocolou, em 2002, sua carta de intenção de postulação de candidatura junto ao COB
(Comitê Olímpico Brasileiro).
Ao contrário de São Paulo, o Rio já foi candidato oficial. A cidade tentou receber os Jogos de 2004, mas perdeu na fase
inicial.
O próximo passo de ambos os municípios será a apresentação ao COB, até 15 de abril, de cadernos de encargos que serão
examinados por uma comissão de avaliação organizada pela entidade. O representante brasileiro será definido pelo COB em 7 de
julho.
O Comitê Olímpico Internacional vai escolher a cidade-sede em 2005. Antes, um grupo do COI visitará as candidatas, em 2004.